A Argamassas MM vai ajudar você tirar todas as suas dúvidas sobre rejuntes. As obras vão chegando ao seu final. E quando chega à etapa de escolha de revestimentos de uma obra nova ou reforma, não podemos esquecer de um item fundamental para a qualidade final do revestimento: o tipo de rejunte a ser aplicado.
Com as nossas dicas, você terá mais segurança e confiança ao comprar o rejunte perfeito para sua obra. Vamos mostrar todos os macetes para você não ter problemas com descolamento, fungos, mofo, assentamento mal executado. Vamos ver para que servem e quais os tipo de rejuntes existentes.
Bom, o rejunte serve para unir peças de cerâmica, preencher o espaço entre elas, seja em um piso ou azulejo. É possível encontrar vários tipos de rejuntes no mercado, coloridos, especiais para cada obra. Confira os quatro principais tipos de rejunte e onde deve ser feita a aplicação de cada um.

Rejunte acrílico: Utilizado para ser aplicado tanto em áreas internas, quanto em áreas externas. É indicado para pisos, revestimentos cerâmicos, pastilhas e porcelanatos. Seu espaçamento mínimo é de 2 mm.
Rejunte epóxi: Também pode ser aplicado em áreas internas e externas, é indicado para piscinas, porcelanatos, revestimentos cerâmicos e pisos. Seu espaçamento mínimo é de 1 mm.
Rejunte Cimentício para porcelanato: Como o próprio nome já diz, é um revestimento indicado para porcelanatos em áreas internas e externas. Precisa de um espaçamento mínimo de 2 mm.
Rejunte Cimentício para cerâmica: Rejunte indicado para cerâmica interna ou externa, necessita de um espaçamento mínimo de 3 mm.

Algumas dicas:
- Leia atentamente as informações fornecidas pelo fabricante do piso e do rejunte. Lá você vai encontrar orientações quanto ao rejunte mais adequado para seu revestimento;
- Os rejuntes acrílico e epóxi podem ser utilizados em juntas maiores. Mas, se compararmos o custo do rejunte ao custo das peças que utilizam juntas grandes veremos que a prática não é aconselhável.
- No box de banheiros e locais que recebem água diariamente o rejunte cimentício deve ser escolhido com cuidado. Não compre rejunte de baixa qualidade ou que não tenha aditivo que o torne resistente à formação de fungos, você provavelmente terá problemas desse tipo;
- Use exatamente a quantidade de água indicada pelo fabricante quando for preparar a massa. Se você diluir demais o rejunte, ele vai retrair e, ao invés de vedar, poderá trincar ou formar sulcos que juntam sujeira;
- Tome sempre cuidado protegendo as peças antes da aplicação do rejunte e limpe assim que finalizar a aplicação para não deixar o rejunte endurecer na superfície das placas.